Inimigos do Espírito

Quando nós aceitamos a Cristo como Senhor e Salvador, recebemos o Espírito Santo e a partir desse momento, temos que escolher entre alimentar a carne ou o Espírito, viver pela vontade de Deus ou a nossa.

Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.
Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Gálatas 5:16-17

Image

Há três inimigos que ”ganhamos” ao decidir começar uma caminhada com Cristo:

1- Mundo: Agora não pertencemos mais a ele, então, é difícil conviver em um ambiente sem seguir o seu sistema. Ele nos convidará com seus prazeres momentâneos diversas vezes. E como luz não se mistura com trevas, devemos viver no mundo mas definitivamente não agir como ele. Que sejamos lamparinas nesse mundo de escuridão!

2- Diabo: Antes éramos seus, servíamos a ele e fazíamos a sua vontade, mas agora que pertencemos a Cristo, ele fará de tudo para nos ter de volta. E quando oramos, lemos e praticamos a palavra de Deus e nos consagramos, ele pira!

3- Carne: Temos que lutar contra ela, ou melhor, contra nós mesmos todos os dias. A carne só quer de nós o que nos afasta de Deus, o que nos contamina.

Se queremos andar em santidade, devemos buscar fazer a vontade de Deus e não a nossa. E se fizermos isso, estaremos caminhando cada vez mais perto de Deus e produzindo os frutos que só o Espírito Santo é capaz de nos conceder. E são eles: amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Gálatas 5:22

Mas, se recusamos o Espírito, tudo o que iremos produzir é: adultério, fornicação, impureza, lascívia,
Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,
Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias… E quem comete essas coisas não herdará o Reino de Deus. Gálatas 5:19-21

E para terminar, também em Gálatas, deixo essa palavra:

E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.
Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito. Gálatas 5:24-25

Com amor,

Débora Amaro e Juliana Rocha.

Agora eu sei como é, Deus…

Fiquei um booom tempo parada, mas tô de volta fazendo o que eu tanto AMO: Escrever. Esvaziar a alma!

[Em nenhum momento a intenção do texto é nos comparar á Deus]

Quando a gente decide cuidar de alguém/investir em alguém, a gente meio que passa a entender um pouco como Deus se sente cuidando da gente.

”Pois o Senhor corrige á quem Ele ama, e castiga quem Ele aceita como filho.” Hebreus 12:6

Quantas e quantas vezes Deus não olha para nós e diz: ”Filho, não é desse jeito! Olha, é assim… Isso aqui que é o melhor pra você!”. E o que a gente faz? Dá as costas e faz do nosso jeito! Não sei se Deus reage como nós humanos reagimos, mas particularmente, quando eu quero o bem de alguém, aconselho e a pessoa não tchuiu pro que eu falei, dói. Dói por que a gente sabe o que é o melhor (a vontade de Deus), e sabemos que aquilo que ela quer fazer não será bom para ela. Mas, assim como Deus, precisamos deixar que a pessoa aprenda, seja quebrando a cara ou dando ouvidos a nós.

Nós, com nossa visão humana e limitada das coisas, muitas vezes desanimamos, choramos, e até chegamos a pensar ”Será que vale mesmo a pena?”. Mas aí, nessas horas, Deus fala: ”Filho, se Eu não desisti de você, siga o meu exemplo. Se Eu tive paciência, faça o mesmo. E se Eu te ensinei o que é Amor, pratique”.

”Quem ama é paciente e bondoso (…) Não é grosseiro, nem egoísta… Não guarda mágoas. Quem ama não fica alegre quando alguém faz o que é errado, mas se alegra quando faz o que é certo.” E o mais importante: ”Quem ama NUNCA desiste! Porém suporta tudo com fé, esperança e paciência. O AMOR é ETERNO.” [I Coríntios 13:4-8]

Imagem

Quando nós decidimos cuidar de alguém, seja como amigos, netos, pais na fé, namorados… o que for, precisamos lembrar dessas coisas!

E passar por coisas assim nos trás, sem dúvidas, preciosos ensinamentos. Pois agora, sabendo limitadamente como Deus se sente, buscaremos fazer mais a Sua vontade, dar mais de nós para fazê-lo feliz (Feliz conosco. Não que Sua felicidade dependa de nós), e entristecê-lo menos.

”A minha vontade é boa, perfeita e agradável”, Ele diz. [Romanos 12:2]

Ainda iremos cair muito, mas Deus diz: ”Eu nunca os deixarei, nunca jamais os abandonarei.” [Hebreus 13:5] Precisamos ser capazes de dizer isso aos outros também.

E o mais importante: PERSEVERAR! Por que? ”Pois aquele que começou a boa obra, irá terminá-la, até a vinda de Cristo Jesus”. [Filipenses 1:6]

E não esqueçam: No Pain, No Gain. hahaha

Com amor,

Débora Amaro.

E quando eu estiver sozinho?

É, eu sei… venho postando bem menos. Sorry galera, é que eu realmente ando muito sem inspiração! =/ Mas trouxe aqui um post que vi no NMM, do leitor Reginaldo Amaro. E quero compartilhar com vocês!

O título desse texto faz contraste com um jargão que nós, cristãos, amamos. Talvez você já tenha dito ou escutado isso algumas vezes. Bem, eu já disse e já ouvi: “Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, lá Eu estarei.” (Mt 18:20).

Usamos esse versículo para falar que, quando nos reunimos com dois ou mais irmãos, o Senhor Jesus está presente. Então, esse versículo se torna chave para abertura de cultos – principalmente cultos de oração que, infelizmente, andam menos frequentados pelos crentes (eu me incluo nesse grupo de faltosos) a cada dia.
Mas a pergunta é: E quando estamos sozinhos? Como fica? Será que Jesus não está conosco?
Imagine passar por todos os problemas da vida sem Jesus. Imagine não tê-Lo conosco na hora da decepção por causa de um relacionamento que não deu certo, um emprego perdido ou a morte de um familiar ou amigo. Imagine encarar a vida nos momentos em que estamos sozinhos; e esses momentos existem – por mais popular que você seja. Imagine tentar fazer algo acontecer dentro de um ministério sem a presença de Jesus, já que Ele mesmo nos diz que sem Ele nada podemos fazer (Jo 15:5b).

vamos-ficando-sozinhos

Honestamente, não sei como seria viver, se eu pensasse a cada instante que Jesus não está presente na minha vida. Porque essa é a promessa que Ele nos faz quando se   despede dos apóstolos: “Eis que estarei convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.” (Mt 28:20b).

Nos momentos difíceis da vida podemos ter a certeza de que Jesus está conosco, que Ele não nos deixa sozinhos. Veja o exemplo de Estevão, quando viu que não havia como escapar da morte. Estevão declara “eis que vejo os céus abertos e o Filho do     Homem, em pé à destra de Deus” (At 7:56). No momento de luta Estevão viu Cristo, percebeu a presença de Jesus.

O apóstolo João também percebeu a presença do Senhor em um momento de provação. Ele havia sido levado à ilha de Patmos por causa do testemunho de Jesus (Apocalipse 1:9) e, ali, ele pode experimentar de perto a presença de seu Salvador.

Quando o vi, caí a Seus pés como morto. Porém Ele pôs sobre mim a mão direita, dizendo: Não temas; Eu sou o primeiro e o último e aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno. Apocalipse 1:17-18

O apóstolo Paulo também experimentou a presença constante de Jesus. Quando preso, prestes a ser morto, abandonado por seus companheiros, ele escreve a Timóteo dizendo “todos me abandonaram… mas o Senhor me assistiu e me revestiu de forças” (2ª Timóteo 4:16-17).

Irmãos, Ele está conosco! Ele é o nosso Emanuel. Mesmo nas situações mais complicadas, nas provações e lutas em que pensamos estar sozinhos, Ele está ao nosso lado nos ajudando, nos animando, revestindo nossas forças para prosseguirmos para o alvo. Ele está nos tornando mais parecidos com Ele a cada dia de glória em glória, e também de luta em luta, para que no final possamos declarar como Jó “pois eu sei que o meu Redentor vive” (Jó 19:25). E Ele está todos os dias com você até a consumação dos séculos. Amém!

Gostaria de terminar esse texto com a seguinte pergunta: Você vê Jesus na situação em que se encontra nesse momento?

Solo Deo Gloria.

Reginaldo Amaro.