Agora eu sei como é, Deus…

Fiquei um booom tempo parada, mas tô de volta fazendo o que eu tanto AMO: Escrever. Esvaziar a alma!

[Em nenhum momento a intenção do texto é nos comparar á Deus]

Quando a gente decide cuidar de alguém/investir em alguém, a gente meio que passa a entender um pouco como Deus se sente cuidando da gente.

”Pois o Senhor corrige á quem Ele ama, e castiga quem Ele aceita como filho.” Hebreus 12:6

Quantas e quantas vezes Deus não olha para nós e diz: ”Filho, não é desse jeito! Olha, é assim… Isso aqui que é o melhor pra você!”. E o que a gente faz? Dá as costas e faz do nosso jeito! Não sei se Deus reage como nós humanos reagimos, mas particularmente, quando eu quero o bem de alguém, aconselho e a pessoa não tchuiu pro que eu falei, dói. Dói por que a gente sabe o que é o melhor (a vontade de Deus), e sabemos que aquilo que ela quer fazer não será bom para ela. Mas, assim como Deus, precisamos deixar que a pessoa aprenda, seja quebrando a cara ou dando ouvidos a nós.

Nós, com nossa visão humana e limitada das coisas, muitas vezes desanimamos, choramos, e até chegamos a pensar ”Será que vale mesmo a pena?”. Mas aí, nessas horas, Deus fala: ”Filho, se Eu não desisti de você, siga o meu exemplo. Se Eu tive paciência, faça o mesmo. E se Eu te ensinei o que é Amor, pratique”.

”Quem ama é paciente e bondoso (…) Não é grosseiro, nem egoísta… Não guarda mágoas. Quem ama não fica alegre quando alguém faz o que é errado, mas se alegra quando faz o que é certo.” E o mais importante: ”Quem ama NUNCA desiste! Porém suporta tudo com fé, esperança e paciência. O AMOR é ETERNO.” [I Coríntios 13:4-8]

Imagem

Quando nós decidimos cuidar de alguém, seja como amigos, netos, pais na fé, namorados… o que for, precisamos lembrar dessas coisas!

E passar por coisas assim nos trás, sem dúvidas, preciosos ensinamentos. Pois agora, sabendo limitadamente como Deus se sente, buscaremos fazer mais a Sua vontade, dar mais de nós para fazê-lo feliz (Feliz conosco. Não que Sua felicidade dependa de nós), e entristecê-lo menos.

”A minha vontade é boa, perfeita e agradável”, Ele diz. [Romanos 12:2]

Ainda iremos cair muito, mas Deus diz: ”Eu nunca os deixarei, nunca jamais os abandonarei.” [Hebreus 13:5] Precisamos ser capazes de dizer isso aos outros também.

E o mais importante: PERSEVERAR! Por que? ”Pois aquele que começou a boa obra, irá terminá-la, até a vinda de Cristo Jesus”. [Filipenses 1:6]

E não esqueçam: No Pain, No Gain. hahaha

Com amor,

Débora Amaro.

Bons amigos, mais chegados que um irmão

Nosso cotidiano está cada vez mais corrido. A acirrada briga pela popularidade, a competitividade e a necessidade de ascensão social tiram os nossos olhos do essencial. Família, amigos e Deus ficam em segundo plano, quando o que precisamos é dinheiro, emprego e popularidade. Então, criamos datas para lembrar e dar importância a pessoas que deveríamos homenagear todos os dias. Daí vem o Dia das Mães, dos pais, dos namorados, da mulher e por fim o do amigo.

Um amigo é alguém especial para nós. A relação de amizade entre dois seres humanos é inexplicável, transcende o natural, ultrapassa até laços sanguíneos, e talvez seja por isso que a Bíblia diz que “há amigos mais chegados que irmão”.Francis Bacon disse que “a amizade duplica as alegrias e divide as tristezas”. Da boca de Catarina de Sena saiu essa sabedoria: “Deus podia muito bem ter feito os seres humanos de tal maneira que cada um tivesse tudo, mas preferiu dar diferentes dons a diferentes pessoas para que todos necessitassem de cada um”.

Imagem

E como é verdade que necessitamos uns dos outros e principalmente na caminhada cristã. Precisamos de Deus para nos achegarmos aos amigos e precisamos dos amigos para nos achegarmos e sentirmos Deus.

Penso que existem poucas coisas na vida melhores do que uma boa amizade. Pouquíssimas coisas. Amigos não se têm aos montes. São realmente poucos e bons. As vezes 3, outras vezes 2, algumas pessoas tem apenas 1. [Para quem não tem nenhum bom amigo, fica a dica, seja um bom amigo, e os outros virão]. Pense em Jesus. Tinha 12 amigos, 3 grandes amigos que estavam com Ele em todo tempo (Pedro, Tiago e João), e um grandessíssimo amigo ao qual ele amava (João). Grandes amigos jamais se separam, vivem um no coração do outro, para sempre. Grandes amigos têm características peculiares, que apresento a seguir:

Grandes amigos estão contigo acima de tudo
Grandes amigos entendem muito bem que o amor está acima de tudo. Jamais te abandonarão, ainda que você tenha pego a curva em direção ao caminha errado. Eles correm atrás de você e te puxam pela gola da camisa, e te mostram qual é o caminho correto a ser seguido. Se não conseguirem te alcançar, vão pedir ajuda a terceiros que conseguirão e isso sem o menor medo de saírem de “dedo-duro”.

Grandes amigos não ligam pra sua situação financeira
Se você estiver comendo no melhor restaurante da cidade eles serão seus amigos. Se acontecer o contrário, eles adorarão degustar uma comidinha feita embaixo do viaduto. E tudo bem, talvez eu tenha exagerado quando disse que eles não estão nem aí. Eles ligam sim e irão te ajudar de alguma maneira. Mas não te deixarão porque você está pobre ou rico.

Grandes amigos vão brigar com você
Às vezes a verdade traz briga. É aí que verdadeiros amigos brigam. Porque muitas vezes é necessário que a verdade seja dita e onde há verdade, às vezes há discordância. Mas a discordância é temporária quando você percebe que aquele amigo falou a verdade, e o fez porque queria o seu bem. É também a hora de voltar atrás e pedir perdão e perdoar.

Todo dia é dia dos amigos, valorize os seus, cuide e ame acima de tudo! Faça amizades alicerçadas em Deus e elas durarão, o que costumam chamar ”para sempre”, mas será literalmente, acima de tudo isso aqui!

Texto de MVC, com modificações.

Amizade cristã com pagãos, pode?

ImagemVamos lá, pensando sobre isso esses dias eu acredito ter chegado numa conclusão. O que eu entendo ser a vontade de Deus quanto a isso.

Na Carta de Paulo aos Corintos, ele diz:

Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto, que sociedade pode haver entre a justiça e a iniquidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? Ou que união, do crente com o incrédulo?” [2 Corintios 6:14]

Neste versículo Paulo diz para não termos comunhão com os incrédulos, atualmente os que não querem nada com Deus, e nem com nada. Agora vai o que eu entendo:

Não devemos ter comunhão no sentido de fazer o que eles fazem, falar o que eles falam ou ser como eles, participar de conversas que não trazem glória para Deus e coisas do tipo. Mas sim, DEVEMOS ter comunhão com eles para darmos exemplo. Para sermos sal e luz com eles, e mostrá-los que somos diferentes, e o que nos torna diferentes é o Espírito Santo e o temor e amor a Deus em nosso coração.

Por que: Como evangelizaríamos ou discipularíamos alguém que não conhecemos? Evangelismo e discipulado é mais do que pregar a Bíblia, é relacionamento. Quando nos tornamos amigos de alguém, fica mais fácil expormos nossas opiniões e crenças.

E como mostraremos a uma pessoa que somos novas criaturas, agora transformadas por Deus, de caráter parecido com o de Jesus (o que devemos buscar todos os dias) sem uma comunhão com ela? Sem um relacionamento?

E pessoas não se tornam piores do que as outras pelo simples fato de não terem crença ou não levarem isso a sério.

Ou seja, resumindo tudo isso: Se somos amigos de pessoas que não são cristãs, devemos ser exemplo para ela e não agir como ela. Fomos chamados para sermos luz nas trevas, e não trevas nas trevas ou luz na luz, devemos ser luz em qualquer lugar.

A Igreja não pode esperar que o mundo venha até ela, mas sim, ela deve ir até o mundo.

É o que eu penso. Que Deus nos abençoe!

Imagem Débora Amaro.