Sempre confiante

Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia nas suas próprias forças, e na capacidade humana, afastando seu coração do SENHOR.
Ele será como uma pequena árvore seca no meio do deserto. A sua vida será como o deserto de Judá, seco e salgado, uma terra onde ninguém é capaz de viver. A verdadeira felicidade passa muito longe dele!
Mas o homem que confia no Senhor, que colocou no Senhor toda a sua esperança, esse sim é muito feliz! A sua vida é cheia de bençãos.
Jeremias 17:5-7

Imagem

Confiar em Deus está também ligado a fazer a sua vontade, acreditar que, ela é boa, perfeita, e agradável, e mesmo que não seja a nossa vontade, cumpri-la acima de tudo.

E Jeremias, profeta de Deus, agiu assim. Deus mandou ele avisar ao povo que iria castigá-lo pelos seus pecados, e eles zombavam dele. Perguntavam: ”Como é, Jeremias? Onde estão as ameaças que você anda fazendo em nome do Senhor? Quando elas vão ser cumpridas?” (17,v.15) E ele disse: ”SENHOR, eu não desobedeci ás suas ordens e me tornei profeta; (…) o Senhor é a minha única esperança na desgraça (v.16-17)

Confiar em Deus é deixar que Ele faça a sua vontade na nossa vida. E o versículo 8, do capítulo 17, continua: ”Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.” Está dizendo que quando confiamos nEle de fato, podem vir até as tribulações, mas permaneceremos firmes, pois sabemos que os seus propósitos estão se cumprindo. Sejam eles bons ou não – segundo os nossos olhos -, são da sua vontade, e isso é o que importa.

Confiar no Pai é mesmo na doença, na dor da perda, na queda, nas dificuldades, olhar pro céu e saber que um Deus maior que tudo isso cuida de nós, e tem domínio sobre tudo, tanto na terra como nos céus.

Não, eu sei que não é fácil confiar em Deus, muitas vezes, – não por que Ele seja falho ou nos decepcione -, mas por que nossa fé é pequena…

Mas o SENHOR nos convida a dar a mão a Ele, a assinar e deixar que Ele escreva o que quiser, e que como Jeremias, confiemos nEle e façamos a sua vontade.

Ele não disse que seria fácil, mas sim que era necessário para que cresçamos na sua vontade, e aprendamos a confiar mais e mais no seu querer.