Forte nas fraquezas

Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte. – 2 Coríntios 12.10

O Senhor conhece cada uma de nossas debilidades. E, para resposta delas, encaminha-nos tudo que precisamos para superá-los. Pelo simples fato de haver um Deus em que podemos confiar, já ocorre uma grande diferença na maneira que encaramos as situações.

Imagem

O Senhor fica alegre com nossa fé. E é correspondido melhor ainda quando colocamos este dom em prática (Romanos 14.22).

Os momentos de dúvida virão ao coração. Mas devemos combatê-los, e não nos conformar com o medo como se ele fosse algo natural em nossa vida. As pessoas que viveram no tempo de Jesus também tinham temores. Mas a diferença estava na forma que elas enfrentavam suas próprias fraquezas: elas confessavam diante do Senhor.

Em Marcos 9.24, vemos o desabafo do pai de um jovem atormentado por um espírito maligno. Ele admitiu diante do próprio Cristo que não tinha fé suficiente para enxergar a libertação acontecendo na vida de seu filho.

O exemplo de fé apresentado por ele é o que podemos tomar para os dias que nossas batalhas na mente forem mais acirradas. É necessário levar até o Senhor para que Ele possa nos tratar.

Jesus nos ajuda em nossa falta de fé realizando milagres. E o caminho para isso acontecer segue o mesmo: através da fé, ainda que enfraquecida.

O Senhor não procura que sejamos perfeitos. Ele mesmo é quem sara nossos erros. O que precisamos é dedicar mais esforços à nossa fé.

Por Diego Cesar
www.leaodejuda12.blogspot.com.b

Anúncios

E o bem e o mal são para o bem.

”Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus; que são chamados segundo Seu propósito.” Romanos 8:28

A visão que eu sempre tive desse versículo era de que, se tivéssemos planos que fossem segundo a vontade de Deus, tudo cooperaria para o bem e realização. E pode até ser isso que Deus quer nos dizer, mas na minha devocional de hoje, O Espírito Santo me concedeu outra.

De que tudo, tudo, tudo,tudo – bem, mal, saúde, doença, tribulação, realização, felicidade, tristeza, perdas, conquistas… -, são necessárias para o nosso bem.

Sabemos que Deus tem o domínio sobre tudo nessa vida.  E tudo quanto nos acontece, quer seja bom ou não, faz parte do propósito que Ele tem para nós. Todas as circunstâncias estão aí, para moldar nosso caráter e nos fazer, – segundo a vontade de Deus -, mais parecido com nosso Salvador.

Imagem

Ou seja, até nos momentos mais ruins da nossa vida, há um propósito de Deus. É Deus trabalhando. É Deus nos cuidando. E, Ele não está preocupado com nosso conforto, mas sim com o nosso bem, e crescimento espiritual.

Entendendo isso, podemos fazer como Jó, que mesmo diante de tamanha tribulação, não deixou de louvar a Deus. ”O Senhor deu, o Senhor o tirou. Bendito seja o nome do Senhor”. Jó 1:21.

Soli Deo Gloria!

Minha pequena luz… Eu vou deixar brilhar!

quando o mundo quer lhe apagar

É impressionante observarmos que onde está DEUS, ali haverá sempre luz. O SENHOR JESUS disse: Eu sou a luz do mundo. Quem me segue nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida, ( João 8.12 ). Assim, todos aqueles que um dia tiveram um encontro pessoal com Ele receberam o privilégio de contemplar a luz e foram transformados em lamparinas, para assim refletir CRISTO por meio de suas vidas. Como diz em Mateus 5.16: Assim também a luz de vocês deve brilhar para que os outros vejam as coisas boas que vocês fazem e louvem o Pai de vocês, que está no Céu. Muitos homens e mulheres que influenciaram o mundo olharam para JESUS e receberam a iluminação em suas vidas. Durante toda a história da humanidade, todos aqueles que tiveram um encontro com DEUS passaram a refletir sua luz.

Um exemplo é, Moisés quev viu a glória de DEUS no monte Sinai. Quando desceu, o seu rosto brilhava a ponto de o povo de Israel ficar espantado com tamanha glória. Ao descer do monte Sinai com as duas tábuas da aliança nas mãos, Moisés não sabia que o seu rosto resplandecia por ter conversado com o SENHOR. Quando Arão e todos os israelitas viram Moisés com o rosto resplandecente, tiveram medo de aproximar-se dele, como fala em Êxodo 34.29-30.

Com essa grande demonstração da potência luminária de DEUS, posso me recordar de uma pequena canção referente a esse exemplo. A seguinte música diz assim : “Minha pequena luz eu vou deixar brilhar; Há onde quer que eu vá eu vou deixar brilhar, deixarei minha luz brilhar“. Com Moisés, sua luz foi resplandecida por estar verdadeiramente junto de DEUS. Então, surge uma pergunta que deve ser respondida por nós mesmos: Será que estamos resplandecendo da luz de DEUS? Ou será que estamos andando em trevas e fazendo o que desagrada a ELE? Pois a escuridão nos traz tristeza, desânimo e insegurança. Porém, a luz de DEUS nos traz alegria, novas perspectivas e confiança para seguir na caminhada rumo ao Céu. Quando andamos com JESUS, automaticamente vivemos na luz. Não existe nada melhor do que isso. DEUS já fez o necessário para nos trazer ao encontro DELE, então só falta nós seguirmos adiante compartilhando da maravilhosa luz de DEUS. Pois quem compartilha o que tem de melhor recebe a melhor recompensa: a aprovação de DEUS.

Então, vamos ser luz. Vamos iluminar a terra com o amor de JESUS, pois assim como diz a palavra de DEUS em Efésios 5.8: Antigamente vocês mesmos viviam na escuridão; mas, agora que pertencem ao SENHOR, vocês estão na luz. Então, se já somos luz, vamos fazer o que sabemos de melhor: BRILHAR.

breno Breno Do Vale.

Devocional do dia: Filipenses 2.

Imagem

Abra a sua Bíblia em Filipenses 2. Na devocional de hoje, iremos estudar esse capítulo. Paulo nos fala várias formas de sermos servos e cristãos admiráveis para Deus.

Amando os nossos irmãos, cuidando deles, e sendo unidos de alma. (2:2)

Não envergonharmos o Evangelho (2:15) Ou seja, vivendo de modo digno do Evangelho de Cristo. Sendo praticantes da Palavra e não somente ouvintes.

Diz para não sermos egoístas, nem procuramos glória para nós mesmos (2:3) Muitas vezes fazemos algo e buscamos glória para nós, esquecendo que toda e honra e toda glória deve ser dada somente para o Senhor. (Ap 4:11, Jo 5:44)

Para pensarmos nos outros. (2:4) Muitas vezes queremos fazer algo que é bom para nós, mas não para o nosso irmão, e esquecemos que a Bíblia diz para fazermos pelos outros, o que queremos que façam por nós (Mt 7:12)

Sermos humildes, parecidos com Jesus. (2:5-8) Jesus despiu-se da glória para ser como nós, veio para sermir e não para ser servido. Por que nós buscamos o contrário?

Honrar a Jesus. (2: 9-11) Reconhecer que Jesus merece toda honra e glória, e ao Seu nome se dobre todo joelho.

Receber os irmãos com alegria. (2:19) Estar em companhia com os irmãos em Cristo, não há companhias melhores. Que possamos estar sempre dispostos e alegres ao termos nossa família em Cristo perto de nós!

E aí, bora praticar?!